4.5.15

Fofos racistas: os racistas não são fofos

A Cia de teatro Os Fofos Encenam tomou junto com o patrocinador, ou seria ao contrário? Não importa, eles cancelaram a peça que utilizava uma representação racista do negro nos EUA do século XIX, o 'blackface'



O 'blackface' como deboche ou sátira,seria uma forma de desconstrução do racismo com um efeito didático interessante sobre o público habitualmente assediado pelo racismo escancarado de outros estereótipos do negro como os repetidos pelas telenovelas.

Se a opinião pública anti racista ainda não conseguiu cancelar uma telenovela ao menos essa peça foi possível.

O patrocinador Itaú já está escaldado por algumas denúncias e processo por racismo em suas agências ocorridas há algum tempo e certamente, por isso, agiu rápido.

A empresa de teatro tomou uma correta medida de abrir o debate numa sessão da peça, vão aprender muita coisa!

Mas não deixa de surpreender que um projeto cultural tanto da empresa como do patrocinador não tenha critérios de ações afirmativas e diversidade em suas produções e patrocínios.

Pareço muito otimista?




28.3.14

Movimento negro 'pret a porter'

Grupo de negros no Rio de Janeiro: novas formas do movimento negro

É irônico, justo e inteligente que um grupo de amigos se mobilize, não, para provar que o racismo exista - considero que muitos já passaram dessa fase de reconhecimento do óbvio! - mas que, ele pode ser, também, confrontado de forma crítica, criativa e divertida e (talvez) construtiva. Porque, essa manifestação didatiza as suas formas e mostra os espaços de exclusão de negros e com isso adverte a sociedade para as suas desigualdades e dilemas.

É um rolezinho padrão classe média, é uma tática de luta política que serve para denunciar e marcar num espaço de elite - um shopping de luxo - um efeito  simbólico de inclusão.

Não muda nada, mas, ajuda a denunciar, faz pensar que os negros, também querem ter renda e mobilidade mediante oportunidades iguais ou através de cotas, para usufruírem de lugares de prestígio.

É um movimento negro no sentido de um fluxo que corre, mesmo que nas margens de um sistema capitalista e racista e que aponta que a represa - contenção do desejo de mobilidade social ou ainda, menos exclusão e mais inclusão - pode, se não romper o dique, transbordar seus limites.

Leia a reportagem do rolezinho 'pret a porter' no link.