5.7.08

O Corpo Negro na Moda

A Vogue americana de abril publicou esta capa com o jogador de basquete LeBron e a modelo brasileira Giselle envolvida em seus braços.
A foto provocou uma polêmica entre os que atribuíam a uma exploração estereotipada da imagem do jogador com uma expressão associada, menos a um grito de "guerra" de um jogo e mais a imagem famosa do cartaz do filme com o gorila King Kong (abaixo).



Outros comentaristas de moda defenderam a idéia da capa pela "tendência ao choque" da opinião pública e também justificado como liberdade de expressão.

Uma terceira posição foi a da jornalista da ESPN Jamele Hill que levantou a bola da questão e acha que o LeBron deveria cuidadar melhor da imagem.

E o que você acha?
Comente abaixo e vote na enquete.
A enquete "O que você acha da capa da Vogue?" teve como resultado: Racista:19 votos (45%), Coisas da moda:16 (38%), Ele deveria cuida da imagem: 7 (16%) e Não sei: 0 (nenhuma resposta) Em 14/07/08.

8 comentários:

Avanir Carvalho Pontes disse...

O fato do jogador negro estar fazendo par com uma modelo branca é que está chocando os preconceituosos. Não tem nada a ver com sua roupa ou com a expressão que ele está mostrando porque ambos são bacanas até se vestirem trapos.

Paulo disse...

Que coisa ridícula. A comentarista da ESPN deveria era cuidar da vida dela. Não tem mais o que fazer?
Deixa o cara caramba.Só achei a foto sem gosto a pose poderia ter sido melhor.A Gisele ficou un tanto de lado.
Bom, mas enfim....
Cada revista paga o fotografo que merece.

Paulo disse...

o comentário ai de cima é meu Carla Martins e nao do Paulo.
Blz

Roseane, disse...

Eu achei racista. Se eles não tinha essa intenção deveriam ter feito de outro modo. Apesar da carinha risonha de Gisele, a foto me dá a impressão que ela não está a vontade, o corpo dela parece querer distancia do corpo dele.

Hendrix ti Òrúnmìlàya disse...

Com certeza é uma foto racista. Está claro que o fotógrafo quis imitar o cartaz do filme King Kong. O que caracteriza o racismo não é a posição da Gisele mas a pose do Lebran que é praticamente idêntica ao King Kong. Talvez Lebran não soubesse, mas para mim o fotógrafo é um criminoso.

Eduardo Luiz disse...

Na boa gente, ambos são milionários, e não foram laçados para fazer a foto, principalmente o jogador que nem necessidade de fazê-la tem! Prefiro dedicar meu tempo com as leis de reparações que não estão sendo cumpridas e com extermínio generalizado da juventude negra no Brasil, só iremos reduzir o racismo com implementação de leis, com rigor jurídico nas atitudes racista, chega de ficar afundado em um mar de lamúrias, e não agir quando realmente é necessário!!!

SODA POP disse...

Com certeza é racista essa capa. Qualquer pessoal ligada à publicidade sabe usar bem esse tipo de técnica. Os profissionais desses meios de comunicação de massa não fazem nada em vão, o propósito é causar polêmica. Infelizmente, ligaram a imagem do atleta negro ao personagem King-Kong, sim. O interesse dessas revistas é causar o que estamos fazendo agora, ou seja, o famoso "fala mal, mas falem de mim". A Vogue conseguiu o que queria, mesmo que para isso usa-se desse racismo imbecil.

SODA POP disse...

Com certeza é racista essa capa. Qualquer pessoal ligada à publicidade sabe usar bem esse tipo de técnica. Os profissionais desses meios de comunicação de massa não fazem nada em vão, o propósito é causar polêmica. Infelizmente, ligaram a imagem do atleta negro ao personagem King-Kong, sim. O interesse dessas revistas é causar o que estamos fazendo agora, ou seja, o famoso "fala mal, mas falem de mim". A Vogue conseguiu o que queria, mesmo que para isso usa-se desse racismo imbecil. Digo isso porque sou jornalista e trabalho no desenvolvimento de ações de marketing para grandes marcas. O mercado é cruel, o melhor caminha é o boicote à essas empresas que usam desse artifício.