6.9.08

Os anos 70 voltaram!


Na moda os anos 70 estão de volta: cabelos crespos, ondulados e volumosos nada de chapinhas e alizamentos.








A geração que viveu a sua juventude naqueles anos conseguindo driblar o clima pesado da ditadura militar pode conhecer personagens e talentos que a mídia esqueceu mas que são Belezas Negras que nossa memória precisa manter vivas.


Para a juventude atual em apresentações especialíssimas ainda se pode ver como neste vídeo um dos símbolos dos anos 70 que balaçava aquela juventude nos subúrbios do Rio de Janeiro: Gerson "King" Combo em apresentação com a banda Funk como le Gusta.



Nascido em Madureira (subúrbio do Rio), Gerson começou carreira fazendo dublagem no programa Hoje é Dia de Rock, de Jair de Taumaturgo. Depois, levado pelo irmão (Getúlio Côrtes, compositor de "Negro Gato"), começou a dançar no Jovem Guarda, de Roberto Carlos. Com a soul music tomando seu corpo, Gerson cantou nas bandas de Wilson Simonal e Erlon Chaves e ajudou a fundar a Banda Black Rio. Mas foi em carreira solo, rebatizado de Gerson King Combo (em homenagem à banda de soul e jazz King Curtis Combo), que ele experimentou o auge de sua popularidade, como o Rei dos Bailes Black cariocas. Os dois volumes da série de LPs "Gerson King Combo" espalharam sucessos como "Mandamentos Black", "Jingle Black" e "O Rei Morreu". Nos anos de 1990, há um bom tempo afastado do cenário musical, Gerson começou a ser reconhecido, por causa de suas falas improvisadas sobre a base funk, como precursor do rap nacional. Chegou então a gravar com o grupo Artigo 288 e a participar de shows de soul music.
Extraído de: Clique music

Nenhum comentário: