26.3.11

Tais Araujo e o discurso de Obama no Brasil

A visita do Presidente norte-americano Barack Obama ao Brasil teve um ensaio de mobilização popular que deixaria mais visíveis algumas diferenças nos grupos sociais mobilizados. O movimento negro compareceria dividido entre aqueles que vêem Obama como um símbolo maior que a política imperialista nos EUA e aqueles que o consideram mais um agente na versão afroamericana. Tradicionais grupos e partidos de esquerda também mergulhados em crise de identidade se mobilizavam para protestar contra os EUA ao lado de outros grupos de esquerda que recebiam e aplaudiam o presidente americano sem qualquer constrangimento. 
O anunciado discurso na Cinelândia o Rio de Janeiro ao ar livre num previsível domingo de sol seria um exercício saudável de cidadania com aplausos e protestos. Com o cancelamento do discurso de Obama provavelmente causado pela decisão do Presidente de bombardear a Líbia por aqui também foram canceladas algumas celebrações. Mas enquanto grupos populares ensaiavam uma Obamafolia nos gabinetes oficiais e empresariais não se deixava de brindar um Oba-Oba-ma. 

Um pequeno grupo de convidados negros representantes de diversos setores da sociedade compareceu ao discurso de Obama. entre eles Tais Araújo que parece um pouco apressada na saída do Theatro Municipal do Rio mas não deixou de comentar o que achou do discurso do Presidente negro dos EUA.


Nenhum comentário: