31.8.11

Nívea publica anúncio racista nos EUA

A Nivea norte americana publicou na revista Esquire uma publicidade sobre uma linha de produtos masculinos direcionada aos homens negros recomendando re-civilize-se. No anúncio um homem negro com o cabelo curto e barbeado está em posição de arremesso de uma máscara de um homem negro com um grande cabelo crespo, bigode e cavanhaque.


A infeliz propaganda gerou uma onda de indignação nas redes sociais e repercutiu na grande mídia levando a matriz da empresa na Alemanha a um pedido de desculpas.
Acompanhei os principais comentários feitos pelos público na páginas da Nívea no Facebook nos EUA e no Brasil e os argumentos são muito semelhantes. Os brancos não acham que houve racismo, apontam que os negros tem mania de perseguição e vêem racismo em tudo.


Em outro anúncio a empresa supostamente seguindo o mesmo conceito apresenta um homem branco barbeado segurando uma máscara de um rosto de outro homem branco com cabelos grande e uma longa barba desalinhada como um homem das cavernas. A possível comparação foi descartada e ainda reafirma alguns mitos racistas: a posição de vencedor num e do atleta noutro, a imagem da máscara do negro pode ser de um tipo contemporâneo, enquanto a do homem branco e mais marcadamente um tipo pré-histórico. E por fim a legenda derruba os argumentos de contemporização enquanto recomenda ao homem negro re-civilizar-se na outra aponta que uma aparência primitiva não é uma desculpa mesmo se o homem branco vive numa cidade violenta (Sin City é uma cidade violenta e corrupta nas HQ).

Fontes: http://newsone.com/nation/casey-gane-mccalla/racist-nivea-ad-afro-mask/
http://adage.com/article/the-big-tent/nivea-pulls-ad-apologizes-racism-accusations/229368/
https://www.facebook.com/NIVEAusa

Nenhum comentário: