15.9.11

Miss Universo 2011 no Brasil celebra a beleza negra

Leila Lopes, 25 anos nascida em Benguela foi eleita em 2010 Miss Angola e se tornou em 2011 a segunda africana negra a conquistar o título de Miss Universo. Modelo profissional vive e estuda na Inglaterra Gestão Empresarial na Universidade de Ipswich. 

O atual concurso de Miss Universo foi criado em 1952 por uma empresa de moda em Long Beach, Califórnia, EUA inspirado no desfile Internacional de Beleza que ocorreu entre 1926 e 1935 na cidade de Galveston. Desde o século XIX concursos de moda eram realizados para incentivar o turismo nas pequenas cidades do interior americano e celebrar a chegada do verão. Além da ligação turismo o concurso estreita sua aliança com a industria de moda e uma influência também marcante da moda praia e tornado com o crescimento e alcance da mídia um evento de massa.
Ao longo de sua história o concurso de Miss Universo se tornou também um palco marginal para demonstrações políticas particulares de países ou de maneira geral como forma de promover a política de influência norte americana no mundo. No atual concurso como referido na postagem anterior devemos levar em conta tanto o contexto internacional como os contextos locais dos países onde o concurso se realiza. Estando o Brasil exposto a visibilidade internacional por ocasião de uma série de eventos de forte apelo turístico ocorridos e por ocorrer - Copa do Mundo em 2014 e Olimpíada em 2016 - é possível por isso se justificar tanto a realização do concurso este ano no país como a escolha de uma mulher negra e africana como Miss Universo. 

Leila Lopes atual Miss Universo

 Leila Lopes no Rio de Janeiro contrasta o corpo com o Pão de açucar um dos símbolos da cidade


Já apresentada ao carnaval do Rio leila Lopes foi novamente convidada para o de 2012

A bela angolana Leila Lopes adaptada aos padrões dominantes da moda onde o cabelo crespo é banido como símbolo de beleza

Vídeo do desfile de Leila Lopes no concurso de Miss universo 2011:

Nenhum comentário: