23.5.12

Fashion Rio mantém exclusão de modelos negros

Em mais uma edição da Fashion Rio com o lançamento das coleções para o Verão 2013 as marcas de roupa, seus estilistas e produtores mantém excluídas das passarelas a beleza negra. Jovens negras e negros profissionais que merecem oportunidade de trabalho no 'cast' das produtoras de desfiles e eventos são mantido segregados desse espaço profissional. Apesar do protocolo firmado com a procuradoria do trabalho para a reserva de uma porcentagem desses profissionais na passarela dos desfiles as marcas não cumprem o acordado. 
Em mais uma manifestação a Educafro denuncia a discriminação:
"Cerca de 20 pessoas realizaram um protesto contra o preconceito racial em frente ao Fashion Rio, semana de moda carioca que acontece entre esta terça-feira (22) e o próximo sábado (26) no Jockey Club, na Gávea. Os manifestantes cobram mais participação de modelos negros nos desfile e dizem não ter notado crescimento no casting nos últimos anos. "As semanas de moda precisam se conscientizar que nós somos 51% da população brasileira, portanto, deveríamos ter, no mínimo, 20% de modelos negros desfilando. E o que tem não chega nem perto disso", disse Frei David, diretor executivo da Educafro." (modaterra.com.br/radarfashion)
 Jovens da Educafro protestam contra a exclusão na Fashion Rio - Foto UOL: Ag. News

Fonte: terra.com.br e uol.com.br

2 comentários:

Zayan Santtos disse...

Sou produtor de moda e fico cada vez mais indignado com essa postura racista e excludente que algumas pessoas do mundo da moda continuam tendo....

se nós negros não nos mobilizarmos e começar a vetar essas marcas nada de novo vai acontecer..

Ricardo disse...

Sem dúvida Zayan, é uma questão de sobrevivência profissional.